Timberland PT Comprar
Carrinho

Diferenças Entre Sapatilhas e Botas de Caminhada

2024-05-23

Diferenças Entre Sapatilhas e Botas de Caminhada

Timberland Chocorua Hiking Boot in Brown

Muito simplesmente, as botas de caminhada são um calçado mais robusto criado para um terreno agreste e longas distâncias, ao passo que as sapatilhas de caminhada são normalmente melhores para caminhadas ligeiras em itinerários definidos e condições mais moderadas. No entanto, há fatores cruzados e a preferência pessoal também é importante.

Desde a subida de encostas até à vadeação de águas rasas, há imensos desafios sob os teus pés, pelo que tens de te levar em conta tudo o que possas fazer para aumentar o conforto e minimizar o risco de lesão. Assim, no que toca ao calçado, deverás escolher botas ou sapatilhas especializadas, criadas para fazer da tua experiência ao ar livre a melhor possível. Se te concentras nos teus pés e tornozelos doridos, não vais poder apreciar a beleza e o esplendor que a natureza tem para oferecer e isso já é, só por si, uma boa razão para escolheres bem.

Botas de caminhada vs. sapatilhas de caminhada

Antes de vermos as diferenças, vamos ver o que as botas de caminhada e as sapatilhas de caminhada têm em comum. Foram ambas criadas para serem resistentes e práticas em diferentes superfícies e terrenos. Também foram criadas para manter os teus pés secos e protegidos contra as condições que vais encontrar.

A coisa mais importante que têm em comum é uma sola robusta com bastante aderência. Tal como nos pneus, a aderência é essencial para garantir que tens uma pegada firme em todas as superfícies, desde a neve e à relva molhada, até à areia, terra e rocha. Também irás subir e descer declives relativamente acentuados e a aderência faz com que os teus pés fiquem onde devem estar.

Em segundo lugar, têm um isolamento superior e são acolchoadas no interior. Vais dar milhões de passos com elas e é essencial que tenhas um bom nível de amortecimento para proteger as tuas articulações. Porém, também não queres que sejam tão macias que te façam deixar de sentir o piso sob os teus pés, o que é vital para um passo firme e uma caminhada segura. A camada isoladora é uma função adicional para impedir que o enregelamento ou o terreno molhado afetem os teus dedos e pés.

Vão ser ambas resistentes e robustas, já que vais sujeitá-las a duras provas quando fores caminhar nos teus locais preferidos. Os teus pés devem manter-se apoiados para não sofrerem entorses e não alongarem demasiado, ao mesmo tempo que mantêm a flexibilidade suficiente.

Por fim, é essencial algum grau de impermeabilidade. Idealmente, algum material absorvente ou semiporoso como o Gore-Tex deve ajudar a remover o suor enquanto mantém a secura dos teus pés nas poças, lama, vegetação molhada e neve.

Agora, vamos ver as diferenças.

Botas de caminhada

A primeira coisa em que reparas quando vês um par de botas e um par de sapatilhas de caminhada lado a lado é que as botas têm laterais (partes superiores) que se alongam acima do tornozelo. Essencialmente, esta é a característica que as diferencia das sapatilhas, mas há uma distinção importante porque oferece vários benefícios chave em relação às sapatilhas:

  • Oferecem um apoio maior aos tornozelos e reduzem a tensão nesta articulação importantíssima em longas distâncias.

  • Elas permitem cerca que sete ou mais ilhós de atacadores, para que possas atar as tuas botas de várias formas, para apertar ou soltar a pressão em certas partes do pé.

  • As laterais altas significam que podes andar em água e neve mais profundas sem molhares os teus pés.

  • Os teus tornozelos estão mais protegidos de pancadas e arranhões que fazem parte das caminhadas em ambientes rochosos ou florestais.

Sapatilhas de caminhada

As sapatilhas, por outro lado, são mais esguias e têm partes superiores mais curtas (mas no geral não são tão curtas como dos ténis ou nos calçados de moda do dia a dia). As sapatilhas de caminhada têm uma série de benefícios diferentes:

  • São mais leves, ideais para caminhadas curtas ou caminhadas em itinerários pré-estabelecidos, onde há pouca probabilidade de torceres o pé ou escorregares.

  • Tens um pouco mais de flexibilidade nas articulações dos pés e tornozelos, o que é algo que algumas pessoas que fazem caminhada preferem.

  • As sapatilhas de caminhada são mais fáceis de colocar na mala e de carregar, se estiveres a fazer passeios de mochila às costas ou a viajar para os teus destinos de caminhadas.

  • São melhores às vezes gostas de correr ou fazer jogging: é muito difícil correr com botas durante períodos longos.

  • Menos tecido também significa que existe mais circulação do ar, o que as pode tornar mais atrativas em climas quentes.

Quando é que uma bota se torna numa sapatilha?

Falamos da altura das partes superiores para diferenciarmos as sapatilhas das botas, mas onde fica a fronteira? Na verdade, não há uma definição verdadeira. Algumas sapatilhas têm partes superiores mais altas do que outras e algumas botas têm canos mais baixos do que a média. O importante é encontrares o par certo para ti.

Se vires as nossas sapatilhas de caminhada e botas de caminhada para homem e mulher, vais reparar em vários modelos no que toca à grossura da sola, à altura da parte superior e os materiais usados. Se gostas do estilo das botas, mas preferes uma sapatilha mais leve, algo como o Sprint Trekker seria o ideal para o teu percurso. Ou se gostas de uma sapatilha que tem uma pegada e conforto para percursos épicos, o Euro Swift pode ser para ti. Pondera apenas os prós e os contras de cada estilo enunciado aqui e podes eliminar aqueles com as características que não vão ao encontro das tuas necessidades.

As botas para caminhadas são melhores ou são as sapatilhas?

É impossível dizer que um é melhor do que o outro porque tudo se resume ao tipo de caminhada que fazes e às condições que esperas encontrar. A regra de ouro é: quanto mais agrestes forem o terreno e as condições, mais a tua escolha deve incidir sobre botas em vez de sapatilhas.

Os caminhantes mais fanáticos têm vários pares de sapatilhas e botas, que escolhem com base na aventura que irão ter nesse dia. Se pressionados, talvez disséssemos que as botas são mais versáteis e conseguem aguentar melhor as condições imprevisíveis, e, também, que a proteção extra do tornozelo e o apoio são cruciais em longas distâncias afastadas da civilização. Mas se estás habituado a caminhar de ténis e queres um pouco de aderência extra e resistência à água, um par de sapatilhas pode ser o passo lógico a dar.