Timberland PT Comprar
Carrinho

Metas de sustentabilidade da Timberland para 2020

2024-05-22

Metas da Timberland para 2020

Timberland footprint in the sand

Imagina um domingo de sol depois de uma longa semana de trabalho. Podes querer rela-xar à beira de um lago ou fazer uma caminhada nas montanhas. Ou, se não puderes sair da cidade, aproveitar o dia à sombra de uma árvore no parque mais próximo. Imagina que sal-tas da cama com imensa energia, calças uns sapatos confortáveis e colocas uma mochila a tiracolo, antes de partires para explorar novos horizontes. Estes novos horizontes estão à espera de ser descobertos, mas também precisam de ser protegidos para que as futuras gerações possam desfrutar deles. É por esta razão que a Timberland decidiu juntar-se a associações, empresas e indivíduos empenhados em restabelecer o equilíbrio entre o ho-mem e a natureza.

A Timberland anunciou metas ambiciosas para o fabrico de produtos, em termos de sus-tentabilidade e impacto ambiental, em linha com os seus próprios valores e princípios. A empresa estabeleceu o prazo de 2020 para estes projetos, que incluem o uso de algodão e couro 100% ecológicos, a eliminação progressiva do PVC e a plantação de 10 milhões de novas árvores.

As metas cobrem três áreas principais: Produto, Meio Ambiente e Comunidade. O Produto inclui todas as medidas necessárias para reduzir o impacto ambiental de diferentes linhas de produtos para o mais próximo possível do zero. O Meio Ambiente representa um forte compromisso para com a reflorestação e a regeneração de zonas verdes nas cidades. Por fim, a Comunidade implica o envolvimento dos colaboradores da Timberland em projetos de voluntariado.

É dada especial atenção a atingir 100% de eco-sustentabilidade no fabrico. A Timberland acredita que cada produto pode representar uma prova concreta do compromisso para com a preservação do meio ambiente. Nos próximos dois anos, todo o algodão será forne-cido por indústrias dos EUA certificadas ou participantes no programa de impacto reduzi-do Better Cotton (81% em 2017). Para além do fornecimento de algodão americano, a Timberland também estabeleceu uma parceria com a Smallholder Farmers Alliance (uma organização que apoia pequenas e médias explorações agrícolas no Haiti). Na sequência da colheita inicial em 2017, a empresa decidiu importar um terço do algodão necessário para a produção global de 34 000 agricultores da SFA. Esta iniciativa apoia causas ambi-entais e humanitárias.

O couro também é um material essencial usado em vestuário da Timberland. A meta da Timberland para 2020 é fornecer couro apenas a fornecedores galardoados com uma ava-liação de Prata ou Ouro do Grupo de Trabalho de Couro - os níveis mais elevados possí-vel. O Grupo de Trabalho de Couro desenvolve protocolos ambientais e monitoriza a sua implementação na indústria do couro, através de verificações periódicas.

Quanto ao setor do calçado, a meta definida para 2020 é a de ter pelo menos um compo-nente ROR em cada modelo. O acrónimo italiano ROR (riciclabile, organico e rinnovabile) significa reciclável, biológico e renovável. Todo o calçado vendido nas lojas Timberland precisará de ser, no mínimo, 10% ROR até 2020. Esta pode parecer uma meta modesta, mas representa um grande passo no sentido de estimular a adoção generalizada desses materiais na indústria da moda.

Uma produção verdadeiramente ecológica também é definida pelos pormenores do vestu-ário. Por esta razão, a Timberland está a eliminar químicos impermeáveis à água que con-tenham PFC (fluorocarbonetos que são potentes gases de estufa). Mesmo o PVC, um dos materiais de plástico mais utilizados, já foi quase completamente abandonado. Para com-bater os resíduos de plástico, a Timberland também está a reciclar garrafas de plástico. Em 2017, foram usadas 40 milhões de garrafas de plástico na produção de sapatos (3 milhões mais que no ano anterior). Até agora, a Timberland reciclou mais de 270 milhões de garra-fas.

Para destacar o valor da natureza na vida diária, a Timberland está empenhada em recupe-rar zonas verdes em ambientes urbanos na Europa e nos EUA. Este projeto, iniciado em 2015, continua em cidades que são selecionadas anualmente. Em 2017, os funcionários da Timberland juntaram-se ao pessoal da Journeys, KicksUSA e Urban Outfitters para re-cuperar uma área de 2300 m2 em Filadélfia. A área de Rail Park vai reabrir dentro de algu-mas semanas.

Apesar da sua forte identidade americana, a abordagem da Timberland em relação ao am-biente é profundamente global: serão plantadas 10 milhões de árvores novas até 2020. Quase 414 000 árvores foram plantadas só em 2017, elevando o total desde 2001 para 9 654 820, um número que pode fazer com que a empresa aumente ainda mais a sua meta para os próximos anos. Estes números não incluem o cultivo de 800 000 plantas no Haiti, graças à colaboração com a SFA. O programa agroflorestal conjunto combinou a necessi-dade de repor zonas verdes com o cultivo de algodão, empregando mais de 3 000 agricul-tores no processo.

Os funcionários da Timberland são fundamentais para o desenvolvimento da filosofia da empresa para além dos locais de trabalho. O Path of Service (um projeto que oferece a ca-da funcionário 40 horas pagas para voluntariado) celebrou o seu 25º aniversário em 2017. Nesse ano, foram dedicadas quase 60 000 horas pelos funcionários no voluntariado em comunidades locais, e a Timberland tem como objetivo levar o total global para 1,5 mi-lhões de horas em 2020. Através destes projetos, a empresa tem colaborado mais estrei-tamente com a Greenpeace. Em 2010, a Greenpeace chegou a indicar a Timberland para uma menção especial, por combinar a sua visão de moda com a eco-sustentabilidade. Três anos antes, em 2007, a Timberland lançou as Earthkeepers, as botas que disseram ao pla-neta que “estamos aqui para te proteger”. Onze anos mais tarde, a Timberland continua no caminho certo para atingir as suas metas para 2020.